California Dreams Tour: Épica e Emocionante

Este é um dos textos mais emocionantes para mim, afinal não é sempre que se vê um dos seus artistas favoritos assim tão de perto. Tentarei descrever os sentimentos e a emoção que senti há quase um mês atrás. No dia 25 de Setembro, Katy Perry realizou mais um show da sua tão elogiada California Dreams Tour.

Eu estava presente junto com um dos meus melhores amigos para conferir se a cantora californiana conseguiria superar o incrível show realizado no Rock in Rio. Sim, eu sei, porque esse maluco foi nos dois shows? Simples: sou fã dela, não destes loucos, mas sou. E faria tudo que fiz de novo sem nenhum arrependimento.

Ela abre o show com a minha música favorita: Teenage Dream. Quando ela surge lá em cima no palco em meio a pirulitos gigantes e luzes para todos os lados, você se sente mesmo um adolescente gritando e urrando pela emoção de ver a bela Katy cantando e dançando na sua frente.

A segunda música foi Hummingbird Heartbeat (que eu queria muito que fosse single). Simplesmente incrível, ainda estava me acostumando com a visão da cantora andando de um lado para o outro sorrindo, rebolando e cantando ao vivo. Meu coração ficou acelerado e nem consegui acreditar que ela estava tão perto.

Ela já emenda a emoção com a agitada Waking Up in Vegas! Todos os dançarinos estão customizados: máquina de caça-niqueis, o mágico com cartola e sua assistente, Elvis Presley claro, a bela Katy interagindo com todos. São moedas atiradas no público e até um bebê de plástico da cartola foi atirado na multidão! Além disso Katy brinca com o público enquanto conversa com sua dançarina-máquina e brinca que ela é uma Slot Machine só que um pouco Slut. Ela pergunta como se diz Slut em português e o pessoal grita: Puta! Muito engraçado ela dizer: “Did I hear someone saying putaa?

Em seguida, ela se troca e volta cantando Ur So Gay, o pessoal vai à loucura e canta em coro. A coreografia super engraçada com os mímicos correndo com um brownie acaba quando a bela mordisca a guloseima e fica meio grogue. De efeito colateral, ela parece perder suas inibições e ficar mais sensual. Qual a melhor música para uma Katy mais safada cantar? Se você arriscou Peacock acertou! Essa é uma das minhas partes favoritas, a coregrafia com plumas e a roupa belíssima com tons de roxo e verde são incríveis!

Ao acabar, ela se troca e faz a dançarina de cabaré, chama um rapaz para o palco e interage com o público. Neste show o escolhido foi Ian, um rapaz de Analândia. A brincadeira se desenvolve com Katy arriscando um “invejojo” para um dos amigos do menino ao dizer que ele estava com ciúmes de não ter sido chamado para o palco. Ela então canta I Kissed The Girl com seu belíssimo vestido longo no melhor estilo diva fatal.

Em seguida, a roupa muda novamente com a parte mais dark e rocker do show, uma Katy-mulher-gato dança em meio a pedaços de carne gigantescos e linguiças suspensas. A música escolhida para abrir este set é a eletrizante Circle The Drain. Logo em seguida temos a futurista E.T. com shows de luzes como lasers e os dançarinos deixando Katy suspensa no alto! A agitação começa a reduzir com a reflexiva Who Am I Living For em uma coreografia com cordas luminosas e representando Katy procurando se libertar das amarras que a prendem no seu subsconsciente. A letra dessa música me mostra uma Katy religiosa e preocupada com seu futuro, muito tocante.

Após tanta agitação, chegamos na parte mais sensível e emocionante da turnê. Katy começa cantando Pearl enquando suas dançarinas balançam no ar como anjos. Em uma parte da coreografia ela se senta em um banco que as dançarinas formam com seus corpos e fica no alto cantando. Aí então começa a sessão que é de arregaçar, três lindas músicas que acabaram comigo. Chorei e me emocionei com todas.

A tocante Not Like The Movies é cantada enquando Perry é suspensa por um balanço adornado de belas flores, enquando um grande véu é erguido nas suas costas que mostra imagens de casais dos desenhos animados. A magia toda é aumentada com bolhas brancas que à primeira vista parecem ser de sabão, mas ao se tocá-las elas se desfazem como fumaça. Nunca vi nada parecido. O efeito é lindo, como se vários balões voassem sobre nossa cabeça.

Ela canta então The One That Gotta Away! O mais engraçado desta parte é que todos gritavam para ela cantar esta música, mas ela não entendeu e falou que se aprendesse português cantaria o que estavámos pedindo! rs Outra música que me deixa arrepiado e me emociona. As lágrimas de emoção, tristeza, alegria e muitos outros sentimentos não param.

Nessa parte, temos o privilégio de emocionar a californiana gritando: Katy! Eu te amo! Katy! Eu te amo! A reação dela foi a mais incrível possível, enquanto diz “I wish I could speak portuguese” lágrimas escorrem de seu rosto ao sentir o afeto dos brasileiros que a acolheram  tanto no seu show. Ela dedica a próxima música a todos nós porque ela foi número um no Brasil. Então ela começa a cantar Thinking of You. Com certeza uma das músicas mais lindas que eu já ouvi. Sua letra forte e romântica faz com que qualquer se lembre dos amores passados, relacionamentos e etc. Simples e tocante.

Temos um intervalo com os dançarinos e as backing vocals cantando I Want Candy! Katy volta cantando seu mega hit Hot n Cold enquanto troca de roupas mais de 7 vezes! E cada troca é feita de maneira divertida e irreverente. Como num truque de mágica, ela muda de vestido e anda por todo o palco cantando a música agitada enquanto todos gritam e cantam com ela.

Ela já se aproveita da agitação do povo e começa Last Friday Night! Os fãs brasileiros preparados para este momento mostram uma homenagem para a cantora com seus balões verdes e amarelos! Todos pulam e cantam com ela sem perder o pique!

Mais uma parte com os fãs, agora Katy chama vários fãs que acredito eu ter ganho alguma promoção ou algo do tipo para dançar ao som de I Wanna Dance With Somebody junto com Kitty Purry, um cover de Whitney Houston. Nesta parte do show vemos como ela consegue fazer sua carisma e carinho atingir a todos. No final da música ela pára em frente à quase 25 mil pessoas para tirar uma foto com uma das fãs. E no final a menina fez um video! A cara da Katy é muito engraçado ao perceber.

Katy chega quase ao final cantando sua música favorita: Firework. Todos cantam com ela enquanto pulam freneticamente no refrão! Temos fogos estourando ao lado e no fundo do palco para deixarem todos ainda mais encantados com tanta beleza e dedicação por seus fãs.

E chegamos à última música, o mega-hit California Gurls. Nesta parte, o extase já preencheu todos que cantam junto com ela enquando a maluca atira uma espuma como se fosse chantilly de sua arma. Para completar uma chuva incessante de papelzinhos é atiradas em todos que estão na frente do palco. Nesse rolo todo, ela canta e rebola fazendo a famosa  coregrafia do videoclipe e convida os bonecos cookie para dançar!

Conclusão final do show? Perfeito em todos os sentidos. Cantei, dançei, pulei, gritei, chorei, me emocionei, ri e até me assustei. Katy realmente fez juntamente com sua ótima equipe um show que traz entretenimento e emoção para seus fãs. Guardarei para sempre este dia nas minhas lembranças.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: