Call Parade

Há algumas semanas estava  na Av. Paulista e me deparei com a Call Parade, exposição de pinturas artísticas nos orelhões inspirada na já famosa Cow Parade que apresenta diversas vacas pintadas e trabalhadas por artistas.

Pesquisando sobre a Call Parade descobri que o design do Orelhão é exclusivo do Brasil, criado em 1970 pela arquiteta Chu Ming Silveira. Hoje o orelhão perdeu a utilidade na cultura atual, onde ter um celular é mais vantajoso do que ter um cartão de telefone público, mas por ser um ícone da cultura brasileira é importante que seja lembrado e bem tratado. Os cuidados que estão recebendo são muito agradáveis de se ver.

Com diversos materiais, os artistas sintetizaram vários pensamentos e ideias, dando aos orelhões toques exclusivos como, por exemplo, o orelhão cérebro que é feito com um material macio que provoca certa aflição.

Quando a arte atinge o cotidiano das pessoas causando surpresa, interesse, levantando discussões e reflexões é muito mais proveitoso do que quando a arte está fechada em uma galeria. Exposições ao ar livre simplesmente encantam a todos, desde o executivo em horário do almoço ao mendigo, igualando as realidades, pois são pessoas interagindo e dando outro sentido para a obra, cada um com sua própria percepção.

O orelhão abaixo está instalado em frente da Pinacoteca, a autoria é do artista plástico Quim Alcantara. Infelizmente eu não pude conferir de perto.

Além da exposição também é possível encontrar de tudo na Av. Paulista como o artista fantasiado de Jack Sparrow e meninas dançando no meio da rua.

Aproveitem a galeria:

Informações via: ideafixa

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Oi, Bárbara, tudo bem?
    A Call Parade está ótima. Mas tem muito mais do que os orelhões da Paulista. O que eu pintei por exemplo está na frente da Pinacoteca. Ainda da tempo de conferir… Passe por lá e me conte o que achou. OK?
    Abs, Quim Alcantara – artista plástico
    http://facebook.com/contemporarypainting

    Responder
    • Tudo bem e você?

      Ah, sim! Estou ciente que existem mais orelhões espalhados pela cidade, mas infelizmente não tive tempo de ver as outras obras porque fiz isso no meu horário de almoço e digamos que ficou meio corrido.

      Agradeço o comentário e a dica, se me permitir coloco a sua obra no post para divulgação.

      Abraços!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: