A Viagem

Acabo de assistir o filme “A Viagem” e vim correndo escrever esse post, pois achei o filme incrível e bem diferente do que tenho assistido ultimamente.

O_Bonde_Andando_A_Viagem 6

O espectador é carregado para diversas tramas interligadas em diversas épocas tanto do passado, quanto do presente e do futuro, além de diversos lugares, onde é apresentada a vida e as encarnações posteriores de cada um, o que faz do filme um frenesi de imagens e personagens. O jeito de narrar as histórias me lembrou um pouco George R. R. Martin, escritor de as Crônicas de Gelo e Fogo (Game of Thrones), pois cada capítulo é a história de um personagem,  bruscamente cortado para dar lugar a outra história, assim suscetivamente até todas histórias se encaixarem.

O_Bonde_Andando_A_Viagem

Uma das coisas que mais me impressionou foi a quantidade de atores famosos e de talento extraordinário, entre eles: Tom Hanks, Susan Sarandon, Halle Berry, Hugo Weaving e Hugh Grant. E todos eles fazem não apenas um personagem mais 3 ou 4 entre homens e mulheres que graças a uma maquiagem impecável estavam quase que irreconhecíveis! Devo admitir que vários desses personagens eu não reconheci os atores!

O_Bonde_Andando_A_Viagem (4)

O_Bonde_Andando_A_Viagem (2)

A história é baseada no romance de ficção científica Cloud Atlas de David Mitchell, que foi eleito um dos melhores jovens escritores britânicos pela revista Granta e vencedor do prêmio British Book Awards Best Literary Fiction de 2003. Infelizmente não posso dizer que a adaptação estava ótima ou ruim, pois não li o livro.

O_Bonde_Andando_A_Viagem (3)Mas um ponto que é interessante levantar é que a direção do filme pertence aos irmãos Wachowki, diretores da trilogia Matrix que não restringiram seu trabalho apenas a direção, mas também fizeram o roteiro e a produção do filme. Então obviamente existe um quê de Matrix… O diretor Tom Tykwer também participou da montagem.

O_Bonde_Andando_A_Viagem (1)

Bem as dúvidas e os pensamento depois de assistir ao filme são grandes, pode-se chegar a diversas conclusões e ainda mais dúvidas podem aparecer, de fato é uma história intrigante, mas para um público que gosta deste tipo de enredo. Digamos que a escolha de cada um, tomar a pílula vermelha e viver o frenesi que “A Viagem” propõe, ou escolher a pílula azul. Bem, estou realmente pensando em tomar a pílula vermelha de novo e entender melhor essa história. XD

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

1 comentário

  1. Touch | O Bonde Andando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: